terça-feira, 19 de setembro de 2017

| simplicidade


terça-feira, 5 de setembro de 2017

| fazes-me falta

Não tenho muitas memórias com o meu pai, mas as poucas que tenho são como fotografias. Lembro casa pormenor do momento. Tem momentos que quase lhe sinto o cheiro.
Perdi-o demasiado cedo para saber fazer as perguntas certas, hoje percebo algumas coisas. A sua hiperproteccao, a pressa de me ensinar o que é mau. Lembro-me de correr para o colo dele sempre que a minha mãe me ralhava ou dava uma palmada. Sinto o abraço dele naqueles momentos, a sua mega mão a limpar-me as lágrimas. Cantava num tom desajeitado "menina bonita não chora".
Não tive tempo de lhe conhecer o gosto musical. Dos seus amores apenas lhe conheci o Benfica, o SG filtro e o queijo de bola universal. Não sei se a minha mãe foi o grande amor dele, mas ele foi o grande amor da minha mãe. Gosto de acreditar que se fosse actualmente o amor vencia.
Todos os dias sinto falta dele, mas ha dias...
Dias que sinto ainda mais, em que dava tudo para me voltar a sentar com ele naquela escada do hospital.

| ...

Um dia...
Talvez um dia, não tenha que provar que o mereço ser.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

| i just miss you, that's all

13 anos, Pai

terça-feira, 30 de maio de 2017

| a vida, essa louca

Já diz a minha querida mãe
"quando achas que tens as respostas certas, a vida vem e troca as perguntas" - é algo assim do género.


e quando essas novas perguntas apresentam tudo o que sempre se procurou?! está tudo ao alcance de um ligeiro passo.
a vida é louca, troca-nos as voltas, os passos, os batimentos cardíacos. O medo congela-nos os ossos, sempre disse que a nossa cabeça é a nossa maior inimiga. A razão... existe razão na hora de sermos felizes?!

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

| a delicia das palavras dos outros

"na vida, temos sempre alguém que é o nosso farol. aquela pessoa que, mesmo distante, nos ilumina o caminho e nos faz saber a direcção. eu tenho vários faróis. às vezes sinto-me um barco perdido entre eles. outras vezes, gosto do conforto de ter vários portos na minha vida. acho que somos todos assim, com a família, os amigos e os amores. 
um dia espero juntá-los todos no mesmo porto. e ser eu o farol. porque não há, certamente, nada mais bonito do quer ser a luz de alguém.’’ - palavras daqui