segunda-feira, 26 de abril de 2010

| tenho tanto de ti em mim

por mais que me custasse tive que te tratar de forma fria, chamas-te-me parva e estúpida mas isso não me afectou. parece que afinal é a ti que está a custar mais.
eu não queria nada disto, não queria ter que te tratar assim. mas só assim percebes o quanto me magoaste. e que todas as brincadeiras chegam a um ponto que cansam. 
este fim de semana deste-me o que precisava para perceber que a minha felicidade não gira à tua volta, a tua maturidade emocional está longe de ser a que se espera um adulto. mas não adianta eu te dizer o caminho, esse és tu que o tens que descobrir. há, no entanto, tanto de ti em mim.

custa tratar-te assim
mas no fim, fiquei forte
dei-te um não

Sem comentários: