sábado, 28 de agosto de 2010

| e de como desacredito cada vez mais nas pessoas*


e já não são meus os batimentos do coração

meu é uma pedra que deixou de sentir, que quer sonhar num outro sitio qualquer... num paraíso qualquer. Porque o paraíso é onde eu quiser.
e hoje sei que nesse paraíso apenas eu vivo, sou apenas eu. e sou feliz comigo mesma.

*ou de como já não acredito
em palavras doces.

Sem comentários: