sexta-feira, 1 de julho de 2011

| falta de tempo e palavras

atravesso uma fase no minímo estranha. Sinto falta de tempo e de palavras, tenho dividido o meu tempo entre o novo trabalho (que estou a adorar) o ginásio, as tarefas caseiras e no meio disto perde-se o tempo das palavras. sinto-me sem tempo para ler, para escrever, para vadiar.
ontem depois de jantar fui passear à baixa, que é como quem diz baldei-me ao ginásio e fui meter pas ancas um belo de um gelado e soube-me a qualidade de vida.
cruzei-me com vários jovens que vinham da praia descontraídos e felizes e pensei o quão gostaria de ter permanecido com os 18anos, ninguém me disse que ser adulta não era fácil.

Sem comentários: